Franquia Maislaser prevê a abertura de 60 unidades do Brasil

Fechar 2020 alçando todas as metas planejadas não foi tarefa fácil para a maior parte das empresas no Brasil. Seguir fazendo planos para crescer 50% em 2021 também não. A missão proposta pela rede de clínicas de depilação Maislaser é pular de 120 para 180 unidades até o fim do ano. A empreitada tem como um dos pilares o crescimento em Minas Gerais. São 17 unidades previstas para o Estado. A primeira acaba de ser inaugurada em Ipatinga, no Vale do Aço.

De acordo com o sócio da rede e presidente do Grupo Kalaes, holding de franquias multissetoriais, Sidney Eduardo Kalaes, duas unidades já estão negociadas na Capital e uma em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Cidades como Montes Claros, no Norte de Minas; Pouso Alegre, no Sul de Minas; Divinópolis, no Centro-Oeste; Uberlândia, no Triângulo; Juiz de Fora, na Zona da Mata; Betim e Ribeirão das Neves, na RMBH, fazem parte da lista de interesse da rede. O investimento médio para a abertura de uma unidade é de R$ 470 mil.

“Logo que cumprirmos as aberturas previstas para a região metropolitana e cidades polo vamos lançar uma segunda etapa para cidades menores, mas que são centros de atração de população. Minas oferece muitas oportunidades para o nosso modelo de negócio”, afirma Kalaes.

Pandemia – Para garantir a sustentabilidade ao longo da pandemia, a franqueadora apostou na proximidade com os franqueados. Os primeiros dias de fechamento total do comércio em muitas cidades brasileiras colocou em xeque um modelo baseado na presença dos clientes, mas as maiores dificuldades foram superadas com apoio mútuo.

“Ficamos nos primeiros dias sem saber o que fazer. No dia 5 de março tínhamos feito um grande evento reunindo 100 franqueados. Já no dia 8 interrompemos um treinamento porque havia uma menina com febre. Fechamos tudo e começou a angústia. Voltamos só os sócios, buscamos uma ferramenta para falar com os franqueados e achamos o zoom. Fomos dando força aos franqueados, suspendemos o pagamento de royalties. Em abril tudo piorou com o comércio fechado. Depois foi melhorando. Foi um momento de aprendizado. Tivemos que aprender como lidar com essas diferenças entre os municípios. Geralmente o franqueado olha muito para o dia, ensinamos a enxergar um pouco mais a frente”, relembra o franqueador.

Enquanto os protocolos de combate ao Covid-19 iam sendo implantados à risca, a rede continuava desenvolvendo inovações. O mais recente lançamento é um procedimento de rejuvenescimento com ativação do colágeno por laser, sem a necessidade de nenhum tipo de infiltração.

“Houve uma mudança radical no jeito como o consumidor quer ser atendido. Não basta dizer para ele que adotamos os protocolos. Ele quer ver os nossos cuidados. Se antes já éramos rigorosos, agora temos que demonstrar. Há um ano estamos testando esse novo equipamento. Ele vem em uma hora muito importante, em que trabalhamos pelo crescimento da rede e de cada unidade, apostando no trabalho para a recuperação da economia do País”, completa o presidente do Grupo Kalaes.